Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2017
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Produção de seguros em Portugal aumenta 5,9%

A produção de seguro direto das empresas de seguros supervisionadas pela Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) aumentou 5,9% no primeiro trimestre, face ao mesmo período de 2014, para 3,7 mil milhões de euros.

Produção de seguros em Portugal aumenta 5,9%
Notícias ao Minuto

16:21 - 11/05/15 por Lusa

Economia 1.º trimestre

Segundo o Relatório de Evolução da Atividade Seguradora da ASF, cujos dados relativos ao primeiro trimestre foram hoje divulgados, para este crescimento contribuiu "de forma significativa" a entrada, no período em análise, de uma empresa de seguros Não Vida no universo das empresas supervisionadas.

Se retirado o efeito da inclusão deste operador, nos primeiros três meses de 2015 a produção de seguro direto das empresas de seguros sob a supervisão da ASF apresentou um crescimento global de 4,8% face ao trimestre homólogo de 2014.

De janeiro a março, foram os ramos Não Vida que apresentaram um crescimento maior, na ordem de 6,5% (crescimento real de 2,2%, retirando o efeito da inclusão do referido operador), para 984 mil euros, enquanto o ramo Vida apresentou um crescimento de 5,7%, bastante inferior a 2014 (39,3%), para 2.693 milhões de euros.

No período, os custos com sinistros de seguro direto aumentaram 18,3% face ao trimestre homólogo, resultante do crescimento de 24,5% no ramo Vida e da diminuição de 3,7% nos ramos Não Vida.

Segundo a ASF, nos primeiros três meses de 2015 o valor das carteiras de investimento das empresas de seguros aumentou 3,2% face a dezembro de 2014, tendo o rácio de cobertura das provisões técnicas apresentado um aumento de 1,1 pontos percentuais.

O resultado líquido global apurado neste período atingiu o valor de 161 milhões de euros, tendo-se a taxa de cobertura da margem de solvência das empresas situado na ordem dos 238%.

A produção de seguro direto de Acidentes de Trabalho apresentou, em março, um crescimento de 14,3%, superior ao verificado em março do ano anterior.

Quanto às contribuições para os fundos de pensões e o montante dos benefícios pagos, registaram até março uma diminuição de 4,3% e um acréscimo de 1,6%, respetivamente, face ao período homólogo do ano anterior.

Os ativos geridos pelos fundos de pensões representavam no final do primeiro trimestre 18,5 mil milhões de euros, mais 5,9% do que os valores observados do final de 2014 e mais 16,9% do que no período homólogo do ano anterior.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório