Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2017
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

Despesa com governantes e gabinetes aumenta 10%

O Diário de Notícias (DN) faz, esta quarta-feira, as contas ao que no próximo ano o Governo prevê gastar com o seu staff, entenda-se salários, aquisição de bens e serviços, deslocações, etc. No total, o Governo prevê uma despesa de 36,7 milhões de euros, ou seja, um aumento de 10% fase a este ano. À cabeça surge, desde logo, a Presidência do Conselho de Ministros, que inclui os gabinetes de Passos e Portas, que prevê gastar 9,4 milhões de euros.

Despesa com governantes e gabinetes aumenta 10%
Notícias ao Minuto

09:24 - 23/10/13 por Notícias Ao Minuto

Economia Governo

A promessa, feita em 2011 pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, de um “Governo seco, enxuto, disciplinador e frugal, com um número de ministros não superior a dez” cai por terra de ano para ano.

Actualmente, não só é maior o número de ministérios e, consequentemente, de ministros e respectivas equipas e gabinetes, como a despesa prevista para 2014 é, segundo contas feitas pelo DN, 10% superior à deste ano.

Entre os 36,7 milhões de euros previstos (33,3 milhões de euros em 2013) não só para salários de ministros, secretários de Estado, chefes de gabinetes, adjuntos, assessores, técnicos secretários, motoristas e auxiliares, mas também para a aquisição de bens e serviços (12,9 milhões), deslocações e estadas (2,8 milhões), limpeza e higiene (266 mil euros) e comunicações (1,2 milhões).

A única despesa que desce em relação a 2013, salienta o DN, são os gastos com material de escritório, pagamentos de estudos, pareceres e consultoria (menos 6%).

Se analisarmos esta despesa por ministérios, logo à cabeça surge a Presidência do Conselho de Ministros (9,4 milhões), onde estão os gabinetes de Passos, Portas, de mais dois ministros e dez secretários de Estado. A este segue-se o das Finanças tutelado por Maria Luís Albuquerque (3,5 milhões) e o da Economia de Pires de Lima (3,4 milhões).

Entre os menos gastadores encontramos, destaca o DN, o da Justiça de Paula Teixeira da Cruz (1,6 milhões) e o da Solidariedade, Emprego e Segurança Social (1,8 milhões) de Mota Soares.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório