Meteorologia

  • 26 JUNHO 2017
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 24º

Edição

Aumento da equipa do Governo explica reforço orçamental

O ministro da Presidência esclareceu hoje que o reforço orçamental para 2014 no conjunto da Presidência do Conselho de Ministro (PCM) decorre do aumento da equipa governamental, de 10 para 14 ministros.

Aumento da equipa do Governo explica reforço orçamental
Notícias ao Minuto

14:52 - 17/10/13 por Lusa

Economia Conselho de Ministros

"O crescimento que se regista no conjunto da PCM, no conjunto dos 14 membros do Governo na PCM, tem que ver com a comparação com o OE de 2013 em que na mesma PCM os membros do Governo não eram 14, eram 10", afirmou o ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, na conferência de imprensa realizada no final da reunião semanal do Conselho de Ministro.

Segundo a edição de hoje do Diário de Notícias, "a equipa liderada por Luís Marques Guedes (PCM) beneficia de um reforço orçamental de 29,5%, passando a gastar quease 14 milhões de euros".

Ressalvando que a PCM no seu conjunto não é da sua responsabilidade, Marques Guedes sublinhou que "as comparações a serem feitas devem ser feitas em bases comparáveis e não em bases que não são comparáveis".

"O ministro Marques Guedes não é o ministro que tem responsabilidade da PCM no seu conjunto. A PCM no seu conjunto dispõe atualmente de 14 membros do Governo, da qual o ministro Marques Guedes é um deles e com dois secretários de Estado sobre a sua tutela", enfatizou.

O ministro da Presidência adiantou ainda que no seu gabinete e no gabinete dos seus secretários de Estado não houve qualquer "crescimento orçamental relativamente ao ano de 2013".

"Há um aumento de 40 por cento entre o Orçamento de 2013 e o Orçamento de 2014 no que diz respeito ao programa orçamental Presidência do Conselho de Ministros, porque há um diferença de 10 para 14 membros do Governo, de 10 para 14 gabinetes ministeriais na PCM entre 2013 e 2014", insistiu.

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório