A prova que o Benfica pediu à FPF para investigar o caso dos ‘vouchers'

O jornal Record deu conta de uma carta enviada pelo Benfica à Federação Portuguesa de Futebol que pedia a abertura de um inquérito.

Desporto Carta

A prova que o Benfica pediu à FPF para investigar o caso dos ‘vouchers' © Reprodução/ Jornal Record

A prova que o Benfica pediu à FPF para investigar o caso dos ‘vouchers' © Global Imagens

1 / 2
A prova que o Benfica pediu à FPF para investigar o caso dos ‘vouchers'

A prova que o Benfica pediu à FPF para investigar o caso dos ‘vouchers' © Reprodução/ Jornal Record

1 / 2
© Global Imagens

O Benfica já tinha esclarecido em comunicado que pediu à FPF para abrir um inquérito para apurar a verdade no caso dos ‘vouchers', quatro dias após a denúncia feita por Bruno de Carvalho, no programa 'Prolongamento', da TVI 24.

PUB

No entanto, esta terça-feira, Bruno de Carvalho veio negar este pedido, mas de acordo com o jornal Record, o Benfica terá mesmo pedido para abrir um inquérito. A mesma publicação teve acesso a uma carta datada de 9 de outubro de 2015, na qual o clube ‘encarnado’ dirigiu-se ao presidente da FPF, Fernando Gomes.

“Sport Lisboa e Benfica, Futebol SAD, com sede na Av. Eusébio da Silva Ferreira, Estádio da Luz, em Lisboa, vem expôr e requerer a V. Ex.a que diligencie no sentido de se vir a promover a instauração de um processo de inquérito visando o apuramento da veracidade dos factos imputados à Participante pela Sporting Clube de Portugal, Futebol SAD, através do seu presidente”, lê-se no início da carta.

Nesta missiva, o Benfica dá ainda conta que Bruno de Carvalho “imputou condutas ilegais que tinham por objeto e finalidade corromper, ainda que sob a forma tentada, árbitros, delegados e observadores aquando dos jogos disputados ora no Estádio da Luz, ora no Caixa Futebol Campus".

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser