Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2017
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 14º

Edição

Agência Portugal Film promove 22 filmes para circuito internacional

Cerca de vinte filmes, alguns ainda por concluir, integram o catálogo da Portugal Film, a recém-criada agência de internacionalização do cinema português, e foram apresentados esta semana a programadores e distribuidores estrangeiros, no âmbito do festival IndieLisboa.

Agência Portugal Film promove 22 filmes para circuito internacional
Notícias ao Minuto

10:22 - 02/05/15 por Lusa

Cultura Cinema

"Foram sessões à porta fechada, bastante intensivas, para mostrar um pouco da produção de cinema português que achamos que tem potencial internacional, para chegar mais longe", afirmou à agência Lusa Ana Isabel Strindberg, uma das responsáveis pela Portugal Film.

Sobre as sessões, Ana Isabel Strindberg referia-se às "Lisbon Screenings", uma atividade paralela ao festival IndieLisboa, com apresentações e visionamento de filmes para distribuidores, programadores e diretores de festivais, mas que ganhou novo impulso por causa da criação da Portugal Film.

Esta agência, formalizada em janeiro, tem estado a criar uma carteira de projetos portugueses - filmes já terminados e outros em fase de finalização - com o objetivo de os colocar no circuito internacional, em sala ou em festival.

Desse catálogo, ainda pequeno, avisa Ana Isabel Strindberg, estão alguns dos filmes que integraram a competição do IndieLisboa, nomeadamente as longas-metragens "Gipsofila", de Margarida Leitão, e "A toca do lobo", de Catarina Mourão, e as curtas "Cinzas e brasas", de Manuel Mozos, e "Para lá do Marão", de José Manuel Fernandes.

A Portugal Film aposta ainda em "Tenho um rosto para ser amado", de Francisco Valente, "O rebocador", de Jorge Cramez, e as quatro curtas-metragens, reunidas sob o nome "Aqui em Lisboa", rodadas por Denis Côté, Dominga Sotomayor, Gabriel Abrantes e Marie Losier, a convite do IndieLisboa.

Entre os projetos que estão ainda por finalizar contam-se o documentário "A man with a box", de Marco Martins, rodado na Índia, a ficção "Ama-San", de Cláudia Varejão, e a curta-metragem "Balada de um batráquio", de Leonor Teles.

No âmbito do IndieLisboa, nas sessões de visionamento e apresentação de filmes estiveram presentes 14 representantes de festivais como Locarno, Roterdão, Veneza, Berlim, Toronto e Belfort.

Ana Isabel Strindberg afirmou que "tem havido um grande interesse pelo cinema português", mas o mercado é "extremamente competitivo" e o trabalho da Portugal Film só funciona se for numa rede de trabalho internacional e encarado como um grupo de pressão.

A Portugal Film já esteve este ano nos festivais de Berlim, Roterdão e Clermont-Ferrand e prepara agora trabalho para apresentar este mês em Cannes.

A agência de internacionalização conta com um apoio financeiro de 45.000 euros do Instituto do Cinema e Audiovisual a repartir por três anos.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório