Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 16º

Edição

'A Sétima Vida de Gualdino' Melhor Filme Português

O documentário "A Sétima Vida de Gualdino", de Filipe Araújo, conquistou hoje o prémio para Melhor Filme Português do Festival de Cinema Temps D'Images, dedicado a filmes sobre arte, revelou a organização à agência Lusa.

'A Sétima Vida de Gualdino' Melhor Filme Português
Notícias ao Minuto

22:10 - 19/11/14 por Lusa

Cultura Festival Temps D´Images

De acordo com Rajele Jain, diretora do festival e responsável pela programação, o prémio para Melhor Filme sobre arte foi atribuído a "Sophie Calle - Sans Titre", de Victoria Clay Mendoza (França), sobre a vida e obra da artista visual francesa.

O prémio para o filme que mostra a importância da arte na sociedade de forma mais original foi entregue a "La Voix de la Toundra", de Jean Ehert (Bélgica), sobre a realizadora russa Anastasia Lapsui, que filmou o povo da Tundra, no norte da Rússia.

Foram ainda entregues duas menções honrosas: a "Goran", de Roberto Santaguida (Sérvia), e a "In Medias Res", de Luciana Fina (Portugal).

O documentário "A Sétima Vida de Gualdino", de Filipe Araújo, conta a história do baterista Gualdino Barros, que lançou nos palcos dezenas de músicos como Jorge Palma, Bernardo Sassetti e Dany Silva.

Este filme também venceu a competição nacional da seção Odisseias Musicais da 1.ª edição do Festival Internacional de Música no Cinema - MUVI, que decorreu este ano em Lisboa.

Foram exibidos nesta sexta edição, no Cinema Ideal, em Lisboa, 38 filmes de todo o mundo, 14 deles portugueses, todos realizados entre 2012 e 2014.

Rajele Jain disse que muitas das sessões estiveram esgotadas e que passaram pelo festival 23 realizadores portugueses e estrangeiros.

O mote desta edição estava centrado numa citação do artista Max Dean a quem era dedicado o filme de abertura homónimo, realizado por Zachary Finkelstein (Estados Unidos): "O que eu procuro numa obra de arte é: eu quero aprender alguma coisa. Eu quero ir para um lugar que nunca fui. Eu quero que um artista me mostre algo que eu nunca tinha sequer pensado".

O júri deste ano foi composto por Eduardo Barbosa da Cunha, diretor do festival África Mostra-se - Mostra de Cinema Africano, a realizadora Teresa Prata e as estudantes de arte Lisa Malwe Brammsen, Mariana Pinto de Freiras e Sara Martins Marques.

Os Prémios de Cinema para Filmes sobre Arte entregam um valor de 2.000 euros ao Melhor Filme sobre Arte, e de 1.500 euros ao Melhor Filme Português e ao que mostra a importância da arte de forma mais original.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório